Publicidade:


Dicas Para Arrumar os Armários de Roupas dos Bebês

A hora da chegada de um novo bebê em casa também é geralmente a hora de uma série de mudanças, adaptações e arrumações que precisam ser feitas na casa, especialmente no quarto que será oferecido para a criança, além dos quartos dos pais, onde os bebês vão acabar ficando a maior parte do seu tempo.

E o armário da criança sempre deve ser uma parte da casa que vai exigir uma maior atenção de parte dos pais e dos responsáveis pela arrumação como um todo. É preciso sempre que as roupas estejam organizadas e acessíveis, para que as crianças não fiquem muito tempo esperando, o que quase sempre gera uma choradeira.

Antes de mais nada, é preciso ter uma atenção no projeto do móvel como um todo. O armário precisa ter espaço para pendurar roupas, além de gavetas e prateleiras como o dos adultos. Mas é claro que sempre o tamanho deve ser reduzido, já que as roupas das crianças são menores.

Uma dica sempre muito interessante é organizar as roupas por tipo e depois por tamanho, sempre deixando as roupas maiores para trás, e passando elas para frente na medida que as crianças vão crescendo.

Algumas roupas precisam ficar em locais de mais fácil acesso: macacões, camisinhas pagão e casaquinhos podem ficar nas gavetas, já que geralmente pegar as roupas nestes locais pode se tornar mais simples.

Outra dica é guardar um espaço para guardar caixas com tampas. Nestas caixas fica mais simples organizar determinados itens, como babados, fitinhas e também as engomadas. Mas cuidado para não deixar as roupas ou os acessórios completamente fechados em uma caixa, pois isso pode acabar deixando as peças com mofo.

Nunca esqueça de ir dispensando as roupas que vão ficando curtas ou apertadas nas crianças, pois desta forma as pessoas sempre terão espaço para guardar as coisas do bebê.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Bebês, Roupa | Tags: , , |


Dicas Para Escolher Calçados Para Crianças

Escolher um sapato ou calçado para crianças nem sempre é uma tarefa simples e fácil. Aliás, muitas vezes escolher este tipo de peça de roupa para adultos já pode ser considerada uma tarefa complicada. O grande problema é que nem sempre a numeração e o tamanho acabam sendo seguidos à risca pelas indústrias.

Além disso, determinados tecidos ou materiais que são utilizados nos sapatos podem acabar causando um certo desconforto nos pés das crianças, sendo que isso realmente pode ser um problema que muitas vezes os pais nem entendem.

Antes de mais nada, via de regra os calçados para crianças devem ter forma anatômica e ser produzidos com materiais que transpirem e respeitem a forma natural dos pés como se estivessem descalços. Aliás, nunca esqueça que calçados para crianças apenas quando elas vão sair de casa, especialmente quando ainda são bebês. Dentro de casa, a dica é deixar os pequenos apenas com meias.

Além disso, existem determinados calçados que precisam ser escolhidos de acordo com o momento que a criança está vivendo. Quando ela está aprendendo a andar, por exemplo, é fundamental conferir se o calçado conta com a parte do calcanhar firme. Isso evita que os pequenos acabem sofrendo com torções.

Além disso, as crianças que aprendem a caminhar e começam a se movimentar com uma certa velocidade também devem utilizar calçados com sistemas que impeçam a derrapagem. Isso vai diminuir consideravelmente a quantidade de quedas dos pequenos, e tornar menos prováveis os acidentes mais sérios desta natureza.

Já quando as crianças estão na faixa dos seis anos de idade elas costumam se movimentar muito, portanto neste ponto acaba sendo ainda mais importante que as crianças tenham calçados muito resistentes, mas que também sejam leves e flexíveis. É normal que as crianças nesta faixa de idade pedirem sapatos e calçados interativos, com luzes e formas diferentes, mas antes de mais nada eles sempre devem atender estes requisitos.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Calçado, Criança | Tags: , , |

Dicas Para Escolher Um Mordedor Para o Bebê

Todos bem sabemos que os bebês geralmente colocam tudo o que pegam a boca. E é uma das maiores formas possíveis que eles possuem de explorar os objetos e o mundo ao seu redor, e este é um dos fatores mais importantes e diferenciados que ajuda a criar uma imunidade diferenciada, ao mesmo tempo que acaba os deixando doentes.

Existe uma época que as coisas que o bebê coloca na boca não servem apenas para explorar mas ainda tem outras funções, como por exemplo coçar a gengiva.

Nesta situação é possível oferecer para as crianças brinquedos fabricados em materiais bastante macios, com acabamentos diferenciados e mais arredondados para que não acabem machucando a boca.

São muitos os modelos de mordedores que são espalhados em vários tamanhos e modelos espalhados nos vários tipos de lojas, desde as lojas mais especializadas em artigos infantis, até mesmo supermercados conhecidos.

Quando é indicado o uso do mordedor.

O uso do mordedor não é nada prejudicial para o bebê, e ao contrário, ele além de acalmar por massagear as gengivas devidamente sensíveis, alguns dos modelos de mordedores possuem escovinhas macias elas podem ajudar a higienização de dentes e os bebês acabam sempre treinando e fortalecendo a sua musculatura.

Entre outros tipos de modelos de mordedores temos os mordedores em gel que mantém a temperatura, se você o deixar por um tempo na geladeira, ele irá ajudar a anestesiar a gengiva do bebê enquanto que ele se diverte com isto.

É importante porém que se possa conferir na embalagem dos mordedores se ele foi devidamente aprovado pelo Inmetro, e se ele é devidamente adequado para a faixa etária que você deseja. Procure sempre esterilizar o mordedor antes de sua primeira utilização, e pelo menos é importante utilizar uma vez por semana.

Entre os modelos encontrados, no portal do Magazine Luiza por exemplo, podemos citar uma série de opções em vários modelos diferentes, os preços variam entre R$ 18,90 e R$ 24,99. Em portais como as Americanas.com existem modelos entre os valores de R$ 9,90 a até R$ 54,90.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Acessórios, Bebês | Tags: , , |

Dicas Para Evitar Que Seu Filho Sofra Acidentes Domésticos

Geralmente os pais consideram o interior de suas residências como locais seguros para seus bebês ou filhos pequenos. Hoje em dia as crianças passam cada vez mais tempo dentro das casas dos pais, já que sair para brincar na sua com segurança infelizmente não é mais possível em muitas cidades, pelo menos não com a segurança desejada.

Mas o que muitos pais acabam não prestando atenção é o fato que dentro de casa também podem existir uma grande quantidade de pequenas armadilhas para o seu filho. As crianças costumam ser muito curiosas por tudo, e muitas vezes também acabam tomando determinadas atitudes que não deveriam tomar apenas para chamar mais a atenção dos pais.

Confira algumas dicas para evitar que a curiosidade ou a necessidade de chamar a atenção possam causar alguns acidentes mais graves:

– Antes de mais nada, saiba que os bebês podem correr riscos até mesmo quando estão dormindo. Por conta disso, é sempre muito importante tomar cuidado com a qualidade do colchão, verificar se não existe a possibilidade de a criança escorregar para um vão na cama ou acabar se prendendo em um fio ou cordão de tecido.

– Nunca descuide da alimentação dos pequenos, especialmente quando eles estão começando a dar as suas primeiras garfadas de forma independente, já que eles podem se engasgar com uma grande facilidade.

– Não deixe de conferir sempre todos os brinquedos que fazem parte do dia a dia dos seus filhos. Muitas vezes pequenas pontas ou ainda partes que acabam se soltando podem acabar representando um grande perigo para as crianças de uma forma geral.

– Ande pela sua casa e seu pátio como se fosse seu filho, para conseguir ver as coisas do ponto de vista da criança. Isso vai ajudar a detectar determinadas armadilhas, como escadas, janelas, terraços, telas, e até mesmo alguns degraus maiores.

– Nunca deixe suas tomadas desprotegidas. O ideal é sempre colocar todas as tomadas dos elétricos em uma altura que seja de alcance da criança.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Segurança | Tags: , , , , |

Dicas Para Lavar as Roupas de Bebê

Os pais de primeira viagem muitas vezes nem imaginam que tudo o que acaba sendo feito para a criança exige um cuidado muito maior. E isso acaba sendo estendido até na hora de lavar uma roupa. Colocar as peças dos pequenos dentro da máquina, misturado com as roupas dos adultos, pode não ser uma boa ideia.

Afinal de contas, a pele dos bebês acaba sendo muito mais sensível do que as peles dos adultos. Portanto, o cuidado na hora de lavar as roupas dos pequenos deve ser grande, pois qualquer problema encontrado pelos pequenos pode acabar causando um grande problema, especialmente por causa das alergias, que são muito comuns na vida dos pequenos.

Geralmente as lavagens nas máquinas de hoje em dia realmente acabam sendo mais completas do que as lavagens convencionais. Mas é sempre importante verificar se os filtros da máquina estão limpos.

Na hora de escolher um determinado ciclo ou programa oferecido pela máquina, a dica é sempre escolher os destinados as roupas leves ou as roupas delicadas, pois este tipo de programa acaba não sendo tão agressivo para lavar as roupas.

Uma outra dica importante para não estragar as roupas é utilizar os chamados sacos protetores, que permitem com que as pessoas coloquem as roupas das crianças dentro e lave, diminuindo consideravelmente o risco que elas acabem estragando.

Também é importante escolher o sabão correto para lavar as roupas dos pequenos, já que nem sempre o mesmo produto utilizado para lavar as roupas dos adultos pode acabar sendo utilizados para lavar as roupas das crianças. O ideal é procurar os produtos que são indicados lavar roupas de crianças, que podem ser encontrados facilmente nos mercados de hoje em dia. Caso não seja possível, sabão neutro sempre pode ser interessante para lavar as roupas dos bebês de uma forma mais delicada.

 

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Bebês, Roupa | Tags: , , |

Dicas Para o Seu Filho Aprender a Falar Bem e no Tempo Correto

As primeiras palavras das crianças realmente acaba sendo um momento de grande emoção para os pais. Muitos até acabam ficando tristes quando perdem este importante momento na vida de qualquer criança. Mas muitos pais acabam cometendo alguns erros, especialmente quando apressam seus filhos para que eles comecem a falar logo.

Os especialistas sempre lembram que o desenvolvimento da fala em uma criança acaba acontecendo através da combinação de uma série de elementos, tais como o desenvolvimento do sistema neurológico, motor e também auditivo. Além disso, alguns outros aspectos acabam sendo importantes, como os psicológicos.

O papel dos pais não acaba sendo descartado ao longo deste processo, mas o principal papel que precisa ser desempenhado está diretamente relacionado aos ao incentivo para determinadas falas. Confira algumas dicas do que fazer para que a criança comece a falar de uma forma saudável:

Antes de mais nada, converse com a criança o tempo inteiro. Isso vai ajudar com que o cérebro dela passe a associar determinadas palavras, de acordo com os sons emitidos pelo seu interlocutor.

Descrições das atividades que as crianças estão fazendo naquele momento também podem ser interessantes para que as crianças não apenas comecem a desenvolver a sua fala, mas também já consiga associar a ação com o que realmente está acontecendo.

Apresentar sempre as crianças os nomes dos itens e dos utensílios que estão sendo utilizados por ela e pela família também é interessante. Mas não é necessário ficar repetindo até que a criança consiga falar, pois isso pode acabar parecer forçado quando feito antes do tempo.

O canto e a música em si também podem ser elementos importantes no desenvolvimento da fala da criança. Diversas pesquisas já comprovaram o verdadeiro poder da música na hora de educar uma criança, tanto é que elas acabam sendo utilizadas ao longo de praticamente toda a vida escolar das crianças.

A leitura também deve ser incentivada desde o começo. Mesmo quando eles não sabem falar. Segurar um livro infantil, que tenha algumas palavras e muitas ilustrações, na frente da criança enquanto lê em voz alta pode ser uma atividade muito interessante para o desenvolvimento da fala das crianças de um modo geral.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Bebês | Tags: , , , , |

Dicas Para Passar a Roupa do Bebê

Apesar desta ser uma atividade cada vez menos incomum no dia a dia das casas, até mesmo em virtude da natureza dos tecidos que estão amarrotando menos e também em virtude dos padrões de moda que já não exigem que as roupas estejam passadas impecavelmente, muitos ainda seguem passando as roupas, especialmente dos filhos e das filhas.

Mas é preciso tomar alguns cuidados, especialmente quando são as roupas de bebês. Antes de mais nada, é de fundamental importância verificar o real estado do ferral de passar. Ele deve estar sempre muito limpo antes que ele seja passado pelas roupinhas dos bebês. É sempre importante lembrar que as crianças, nos seus primeiros anos de vida, possuem a pele muito delicada e sensível.

Além disso, é importante que o ferro seja aquecido bem antes que as pessoas comecem a passar as roupinhas das crianças. Passar um pano levemente umedecido também ajuda na hora de eliminar os resíduos da superfície.

Antes de começar a passar sempre é muito importante ler atentamente as informações das etiquetas das roupas das crianças para conferir as instruções dos fabricantes. Mesmo que as pessoas tenham uma desconfiança de que tipo de tecido foi utilizado para confecção daquela peça, é sempre importante ter certeza, pois hoje em dia existem muitas peças que acabam apresentando mais de um tipo de tecido na mesma peça.

Um outro cuidado que sempre deve ser tomado quando as roupas das crianças forem passadas está diretamente relacionado com a estampa. Geralmente as peças de roupas infantis acabam apresentando estampas emborrachadas ou ainda materiais de plástico. Se passar o ferro quente diretamente neste local este elemento vai derreter e grudar no ferro, então é importante virar a peça do avesso para não correr este tipo de problema.

Por último, acaba sendo muito interessante passar todo o enxoval da criança com ferro bem quente, especialmente as toalhas, para eliminar todo o tipo de impureza.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Bebês, Roupa | Tags: , , |

Dicas Para Secar a Roupa do Bebê

Uma dúvida que os pais costumam ter com os cuidados básicos com as roupas dos bebês e das crianças nos seus primeiros anos de vida está diretamente relacionado aos métodos de secagem que podem ser utilizados depois que as peças são lavadas. Afinal de contas, este é um momento importante dos cuidados com as roupas, já que tecido que fica úmido pode causar uma série de problemas para as crianças.

Antes de mais nada, as secadoras estão aí para ajudar as pessoas no dia a dia, especialmente na correria do mundo moderno que os pais acabam não tendo muito tempo para nada. Mas nem sempre este é o método mais recomendado para secar as roupinhas dos pequenos. Na grande maioria dos casos, deixar secar ao natural em um local bem arejado acaba sendo o mais recomendado.

Também é normal que muitos pais de primeira viagem acabem ficando muito contentes quando está brilhando o sol na rua e eles podem estender a roupa para que a luz natural acabe batendo diretamente na roupa. O problema que quando isso é feito com as roupinhas coloridas das crianças, elas acabam desbotando muito mais rapidamente.

Já as roupinhas que são brancas ou claras de um modo geral podem secar ao sol sem nenhum problema. Aliás, a luz solar acaba realmente sendo interessante para eliminar ácaros e fungos dos tecidos, mas na grande maioria dos casos, os raios quando pegam indiretamente acabam tendo o mesmo efeito, sem desbotar a roupa.

Agora, se as pessoas estão enfrentando um tempo realmente muito úmido, como aqueles dias que chove sem parar, a dica realmente acaba sendo apelar para a secadora. Só tome cuidado com determinados tipos de tecidos, como as malhas e lãs, que podem acabar encolhendo com o calor intenso que acaba saindo da secadora.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Bebês, Roupa | Tags: , , |

Dicas Para Tirar Mancha das Roupas dos Bebês

As roupinhas novas das crianças quando chegam da loja fazem com que a grande maioria dos adultos acabem suspirando de satisfação. Afinal de conas, elas chegam sempre muito bonitas, limpinhas, com aquelas cores vibrantes. Mas não demora muito para que as primeiras manchas acabem surgindo.

Determinadas peças que os bebês e as crianças utilizam no dia a dia acabam sujando e os pais simplesmente acabam não tendo muito o que fazer para limpar. Mas existem peças de roupas que podem voltar a ter o aspecto de novas, isso tudo vai depender da forma como os adultos vão conseguir lavar as roupas dos pequenos.

Geralmente o sucesso na hora de remoer uma determinada mancha vai sempre depender da agilidade e também da paciência que os pais ou responsáveis terão na hora de limpar as roupas das crianças, especialmente dos bebês.

Para conseguir tirar as manchas de coco e vômito dos tecidos das roupas das crianças, realmente os pais devem agir antes que a mancha seque. Antes de lavar a roupa é muito importante retirar o excesso, sendo que neste caso a melhor forma realmente é o papel higiênico. Depois disso, a dica é utilizar o sabão de coco e deixar de molho por cerca de uma hora.

Uma outra dica é utilizar os programas de remoção de manchas que podem ser encontrados em muitas máquinas de lavar roupa. Mas é importante tomar um cuidado: os produtos que prometem tirar manchas das roupas só podem ser utilizados nas peças dos pequenos depois que eles passam dos 5 meses. Antes disso a pele é muito frágil e pode acabar desenvolvendo alergias.

Estes produtos acabam sendo muito eficientes para manchas de papinhas e comida de um modo geral, e como este tipo de alimento costuma ser oferecido a partir dos seis meses, a utilização dos produtos desta natureza já está liberada.

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Bebês, Roupa | Tags: , , , , |

Melhor Mamadeira Para Crianças

Saiba que a melhor mamadeira para bebê você é quem deve escolher, especialistas no assunto podem dar a dica logo abaixo.

O que os médicos chamam de o melhor do mundo da amamentação para as crianças é o bebê mamar exclusivamente no seio da mãe até os seis meses. E se for possível até 1 ou 2 anos de vida, e intercalar a introdução dos novos alimentos mantendo o leite materno e sem a utilização dos devidos bicos artificiais. Ou seja, bem longe de chupetas e mamadeiras.

Assim que a realidade da maioria das pessoas estiver longe disso, com a volta precoce ao trabalho e as dificuldades que impedem a amamentação no seio, ter uma mamadeira em casa que é imprescindível. Mas como escolher a melhor mamadeira para o bebê?

A melhor mamadeira de criança precisa ter o bico ortodôntico e de silicone.

Saiba que na hora de escolher a mamadeira dê uma atenção ao bico e jamais fure ou corte para sair mais líquido. Isto poderá gerar sérios engasgos, respeite o tempo do seu bebê. E para as crianças de zero a seis meses, o que é ideal é ter um bico de número1, enquanto que os números dois é recomendado para crianças a partir de seis meses de idade.

Todas as marcas mais comuns oferecem os kits de mamadeiras com bicos de três tamanhos e furos de acordo com o fluxo de cada um dos líquidos, o furo pequeno para a água, o mediano para o leite e o maior para os líquidos mais engrossados.

Os bicos de silicone são os mais indicados porque o látex é mais poroso e ainda poderá acumular mais resíduos.

As mamadeiras evitam refluxo e cólicas, e valem muito a pena.

Alguns dos tipos de mamadeiras disponíveis no mercado, contam com um mote de evitar cólicas e também refluxos. O argumento é que todos os mecanismos de madeira acabam evitando que o bebê possa sugar o ar, o que é um dos maiores facilitadores para a cólica e o refluxo. E, no entanto, utilizar estas mamadeiras não garantem que o seu bebê não terá nenhum dos problemas.

 

25. agosto 2015 por Bebê
Categoria: Acessórios, Criança | Tags: , |

← Artigos anteriores

Novos artigos →