Como Escolher o Berço do Bebê?

Os pais que estão procurando por modelos de berço para comprar para a chegada do futuro bebê encontram uma infinidade de modelos expostos nas lojas especializadas em comercialização de artigos e móveis infantis. E cada um é mais bonito que outro. Acontece que, além da beleza, alguns itens devem ser fundamentalmente considerados, antes de efetuar a compra. Verificar se o berço possui selo de segurança, deve ser o primeiro deles. Outra averiguação é quanto às possibilidades que cada modelo oferece. Além disso, se o modelo é desmontável e pode ainda, em caso de emergência, ser levado de um lugar para outro, por exemplo.

 

Como há vários modelos de berços para bebês no mercado, a grande maioria segue um padrão, em especial, no que concerne ao tamanho deles. O mais comum segue o padrão americano: 1,30 m de comprimento por 70 cm de largura. Mas atenção: essa medida se refere apenas à parte interna do berço e serve de referência para o colchão. Com a grade ou outros acessórios, o móvel pode ultrapassar o 1,50 m por 80 cm. Dado importante a se considerar, principalmente quando há pouco espaço disponível no quarto do bebê. Uma opção um pouco menor é o berço que segue o padrão nacional, cujas medidas ficam em 1,30 m por 60 cm. se as medidas forem específicas, o ideal é procurar por uma loja especializada em fabricação de móveis infantis sob medida.

 

Alguns modelos de berços são um pouco mais simples e, outros, mas refinados. Os que seguem o padrão americano estão no último grupo. Em geral, possuem acessórios acoplados como cômoda, trocador, gaveteiro, armário. Há ainda os que viram mini cama e os desmontáveis para viagem. Sistema antirrefluxo, diferentes níveis de estrado e grade móvel são outros diferenciais encontrados e valiosos. Costumam ser bem mais caros, caso caiba no orçamento, são os mais indicados, uma vez que o uso do berço se estende, pelos menos, por 4 anos.

 

Para os pais que questionam sobre a qualidade dos berços vendidos no Brasil, saiba que há uma lei, aplicada desde 2012, não permite a venda de berços, tanto nacionais quanto importados, que não atendam às especificações técnicas do Inmetro. Apenas berços de balanço ou de movimento pendular e berços utilizados para fins hospitalares estão isentos da certificação. Além disso, desde 21 de junho de 2014, o selo também passou a ser obrigatório para a comercialização do móvel. Para saber se o modelo escolhido é confiável, cheque antes da compra se a peça vem com manual de instalação com versão em português e instruções claras de como montá-la, esta é uma garantia de que ele possui a certificação.

23. abril 2015 por Bebê
Categoria: Bebês, Móveis | Tags: , , |